Literatura em tempos sombrios*

No dia 11 de setembro de 1973 o mundo foi surpreendido pelo bombardeio ao Palácio La Moneda, onde o presidente Salvador Allende, eleito democraticamente três anos antes, morreu ao resistir ao golpe militar liderado pelo general Augusto Pinochet. Na mesma data, em Brasília, um fato menos notório assustava a população da capital. Uma menina de 7 anos, chamada Ana Lídia Braga, foi sequestrada, estuprada e morta, supostamente por jovens de classe média, filhos de membros do primeiro escalão do governo militar. As investigações sobre o crime foram interditadas, a imprensa censurada e proibida de continuar noticiando o caso. Mais de 45 anos depois do golpe chileno e do crime sem castigo contra Ana

Biblioteca de portas abertas para a bibliodiversidade

A Liga Brasileira de Editoras (Libre) celebrará a bibliodiversidade de sexta (7) a domingo, na Biblioteca Mário de Andrade (foto), em São Paulo, com o Esquenta Primavera. Grátis, a festa das letras reunirá atrações culturais para todas as idades e livros com descontos, das 10h às 20h. A Libre congrega pequenos e médios editores independentes, tendo como principal bandeira a bibliodiversidade. O conceito, criado por editoras latino-americanas, traduz a necessidade de diversidade de títulos e temas no mercado de livros, para garantir sua sustentabilidade. Com 30 editoras participantes, a programação terá discussões sobre o mercado editorial; o workshop Bibliotecas Transformadoras, conduzido pe

Procurar por tags
Arquivo

© 2015 por Bruna Rocha. Orgulhosamente criado com Wix.com