Brasil de 2018 pode repetir Jânio e Collor

O Brasil que elegeu Jânio Quadros em 1960 e Fernando Collor em 1989 pode ser o mesmo Brasil que elegerá o próximo presidente da República em outubro. Ambos os candidatos surgiram em campanhas monotemáticas, onde o espírito da moralidade pública era o cerne das plataformas políticas. Jânio prometia varrer a corrupção, supostamente implantada pelos 50 anos em 5 do governo Juscelino Kubitschek. Collor iria acabar com os marajás do serviço público e implantar a austeridade fiscal no País. Os dois acabaram mal, menos pela ação de forças ocultas e mais pelo vazio das propostas. O Brasil é muito mais complexo do que tudo isso e governar para a maioria exige uma proposta ética, que vai muito além do

Procurar por tags
Arquivo

© 2015 por Bruna Rocha. Orgulhosamente criado com Wix.com